Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Programa Centelha ES: ideia de projeto do Núcleo Regional do CETEM no Espírito Santo é classificada em primeiro lugar na primeira fase da seleção
Início do conteúdo da página

Programa Centelha ES: ideia de projeto do Núcleo Regional do CETEM no Espírito Santo é classificada em primeiro lugar na primeira fase da seleção

Publicado: Segunda, 02 de Março de 2020, 10h38 | Última atualização em Terça, 10 de Março de 2020, 11h29 | Acessos: 322

Das 500 ideias aprovadas na primeira fase do Programa Centelha ES, a partir de edital voltado a empreendimentos no estado do Espírito Santo, a proposta apresentada pelo Núcleo Regional do CETEM (NRES), situado em Cachoeiro de Itapemirim –ES, foi classificada em primeiro lugar.

A proposta visa à implantação de uma unidade de beneficiamento do rejeito de teares multifio diamantados, para a recuperação do diamante sintético presente nos finos do beneficiamento de rochas ornamentais. Tais diamantes se desprendem das pérolas diamantadas em uma quantidade favorável para que esse processo seja tecnicamente viável. Na próxima fase da seleção, que se encerra no dia 1° março, será realizada a submissão do plano de negócios detalhado para o empreendimento de beneficiamento de rejeitos da serragem dos blocos de rochas.   

Integram a equipe que irá trabalhar no projeto aprovado, além do coordenador do NRES, Dr. Francisco Wilson Hollanda Vidal, os pesquisadores PCI, Victor Ponciano e Phillipe Fernandes, e um aluno do curso de Pós-Graduação do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES) de Cachoeiro de Itapemirim/ES, o Eng. de Minas Mateus Valentim Sopeletto. A linha de pesquisa do CETEM, na qual o projeto se insere, foi iniciada pelo coordenador do NRES, em 1999, resultando em orientações de projetos de pesquisa e publicações de artigos científicos.

O Programa Centelha é um projeto de âmbito nacional que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora. Conta com a participação de 20 estados brasileiros, sendo o Espírito Santo o estado que teve o maior número de propostas submetidas e aprovadas.  O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

Iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o programa conta com a parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI. No Espírito Santo, é executada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES).

registrado em:
Fim do conteúdo da página